Se encuentra usted aquí

Inicio

Henriques

Henriques

Apelido derivado do nome próprio Henrique pelo que muitas terão sido as famílias que o adoptaram sem estarem ligadas por quaisquer laços de consanguinidade. Há todavia uma família de Henriques que, pelas suas origens, se destaca de todas as outras, e que entrou em Portugal no reinado de D. João 1, com
D. Fernando Henriques, filho natural de Henrique 11 de Castela, havido em Dona Sancha Iñiguez de Cárcamo e nascido em 1365. Do seu casamento com D. Leonor Sarmiento, teve a outro D. Fernando Henriques, que no nosso país foi tratado como parente pelos reis D. João 1 e D. Duarte, dando-lhe este o senhorio das Alcáçovas e do reguengo do mesmo nome, com geração que prosseguiu o uso do patronímico em questão. A chefia desta família está na Casa dos condes das Alcáçovas. Usam estes Henriques: de vermelho, com um castelo de ouro, aberto, iluminado e lavrado de azul (Castela); mantelado de prata, dois leões de púrpura, armados e lampassados de azul, o da direita volvido (Leão). Timbre: o castelo do escudo, rematado por um leão sainte de púrpura. Outra família de Henriques, que nada tem a ver com aqueles, provém de um marinheiro de origem dinamarquesa e chamado Eriksen, que se estabeleceu no nosso país em princípios do século XVII, traduzindo aquele seu nome para Henriques e transmitindo-o à descendência. Usaram estes Eriksen-Henriques as seguintes annas ' talvez assumidas e parece que jamais registadas em Portugal: de azul, com uma âncora de ouro.

Inicio de sesión